Vitor's Blog
Published on

Identificando e evoluindo com as Red Flags

Authors

en | ptBR

image

Introdução

Red flags são alertas importantes para se observar antes de começar numa empresa e na minha primeira oportunidade eu não sabia disso, servindo de experiência e possibilitando replicar perguntas para medir se um ambiente é bom ou não em futuras oportunidades, o que possibilitou prever e ter certas expectativas de novos ambientes.

Red flags no meu primeiro emprego

Minha primeira oportunidade foi numa Startup e foi da seguinte forma: no processo seletivo, eu tive que desenvolver uma landing page de uma plataforma EAD de medicina e uma página do painel de aluno dessa plataforma, a Home no caso. Eu não havia suspeitado a princípio, mas esse tipo de teste não é muito comum. Esse teste era um projeto REAL da empresa, usado em processo seletivo. Não vou discutir as possíveis outras intenções disso, mas no meu caso, quando eu entrei na empresa, vi que o que desenvolvi no processo seletivo era um projeto grande extremamente atrasado no qual tive que desenvolver em duas semanas.

Outro ponto, é que eu fui o primeiro desenvolvedor. Era o único dev front-end e o fluxo de desenvolvimento eu tive que introduzir sozinho. O meu superior, que sabia algumas coisas de PHP, nunca mexeu com GitHub e as coisas eram salvas todas no Google Drive. Concluindo, de forma geral foi bem estressante.

Red Flags:

  • sem espaço de evolução
  • único de desenvolvedor
  • deadlines bizarras
  • techs que não escalavam
  • má comunicação
  • má organização.

Caso queira saber mais sobre, leia Como foi minha primeira experiência sendo Tech Lead.

Perguntas que fiz na minha segunda entrevista

Recentemente, escrevi um artigo contando como consegui receber uma proposta apenas escrevendo o que estudava.

Perguntei sobre:

  • Time de desenvolvimento: o time é importante pois com pessoas mais experientes que você, é possível evoluir.

  • Tempo de entrega: se a empresa for muito recente ou tiver projetos atrasados, isso talvez impacte seu desenvolvimento.

  • Disposição horária - se a empresa tem flexibilidade suficiente para manter seus horários, caso seja estudante etc.

  • Espaço de evolução - ambiente que permita você estudar coisas úteis para empresa a longo prazo

Caso for menor de idade, algumas empresas podem criar contratos, como ocorreu comigo. Fique também atento com isso e recomendo fortemente que um advogado leia tudo antes. Pode ser que tenha alguns furos e essa revisão vai evitar problemas.

Como o ambiente ruim me fez um desenvolvedor melhor?

Dependendo da sua disposição, aceite trabalhar mesmo em ambientes ruins.

Aprendi:

  • Melhor organização
  • Autoconhecimento
  • Senso de liderança
  • Lidar com deadlines
  • Organizar solução de problemas

Também falo melhor sobre no artigo da minha experiência sendo tech lead. Evidentemente ainda estou em construção e não significa que os pontos citados estão plenos em mim, apenas que eu melhorei e desenvolvi melhor eles. Se exponha para sair da sua zona de conforto e evoluir, aplique Skin in the Game.

Com tudo isso, você vai aprender com seus erros e ganhar experiência. Se não tiver numa situação específica, provavelmente não tem muito a perder. Sair do primeiro emprego me possibilitou coisas incríveis pois sem risco você não ganha nem perde.

a promoção é bem próxima da demissão